Nasceu em Döttel, Scheven, na Alemanha, em 14 de dezembro de 1880, filho de Ludwig Joseph Müsch e de Elisabeth Linden. Veio para o Brasil como seminarista em 1919, atuando na diocese de Florianópolis em 1920.

Em 1926, foi transferido para uma comunidade paroquial de forte imigração alemã, onde atualmente se localiza o município de Antônio Carlos, em Santa Catarina. Teve diversas desavenças com o povo devido a restrição dos bailes na região. Sai da comunidade após o bispo Dom Joaquim aceitar um abaixo assinado de alguns moradores. Em 1927, era transferido para a diocese de Barra do Piraí, no Rio de Janeiro.

A diocese de Barra do Piraí compreendia o sul fluminense, a Baixada Fluminense e a Costa Verde. Encontrou diversas igrejas arruinadas, reconstruindo a Paróquia de Santo Antônio de Jacutinga, atualmente localizada no bairro da Prata, em Nova Iguaçu.

No desejo de ter irmãs colaborando na evangelização de sua paróquia, desejando ministrar um ensino religioso, funda uma escola paroquial em Nova Iguaçu. As primeiras missionárias chegaram em 1935, instalando a pequena Escola das Irmãs, oferecendo as primeiras séries do primário. Em 1936 inicia-se o Curso Normal na instituição e em 1938 a pequena escola torna-se o Ginásio Santo Antônio.

No ano de 1953 a escola passa a acolher também os meninos e surge a necessidade de expansão, que originou o atualmente conhecido IESA – Instituto de Educação Santo Antônio. João Müsch faleceu em 6 de dezembro de 1965, aos 85 anos.

Acesse pelo celular ou tablet:

Rua_Rev_Joao_Musch

Fonte: BESEN, Pe. José Artulino. PADRE JOÃO MÜSCH – APÓSTOLO DA BAIXADA FLUMINENSE. Disponível em < https://pebesen.wordpress.com/padre-joao-musch-apostolo-da-baixada-fluminense/&gt; Acesso em 15 de Abril de

Anúncios