A campanha do Jornal Correio da Lavoura, iniciada em 1922, foi essencial para a construção do mesmo na cidade de Nova Iguaçu. A importância do Hospital se dava pela necessidade de um espaço de atendimento para a população em casos de doença, mas também para promover o reconhecimento de Nova Iguaçu, enquanto cidade.

O lançamento da pedra fundamental se deu na ocasião de comemoração do quadragésimo ano de fundação do município, estando Getúlio Vargas presente na solenidade, junto ao prefeito Sebastião Arruda Negreiros (1930-1936). O Hospital Iguaçu encontra-se, inclusive, localizado na rua que homenageia o chefe do Governo Provisório (Rua Getúlio Vargas, 222).

A inauguração se deu no dia 31 de março de 1935. O hospital contava com quatro grande enfermarias, com capacidade para 120 leitos, cinco quartos particulares, maternidade, apartamento, sala de esterilização, sala de cirurgia e ambulatório com seis salas. Além disso, havia os anexos com as instalações sanitárias e higienizadas.

Com o decorrer do tempo e a necessidade de assistência a população, o Hospital de Iguaçu ganhou anexos, tendo estilos arquitetônicos que iam do neocolonial ao contemporâneo. Há presente também um busto com uma homenagem a Getúlio de Moura, chefe do movimento rebelde em Nova Iguaçu na década de 30.

Interditado pela Secretaria de Saúde em 2009, devido a falhas de politica interna e má administração, o Hospital se encontra até os dias de hoje sem data prevista de reabertura.

hops1

hosp 3

hosp4

hops2

images

Por:

Jaqueline Mendes do Valle;

Meverdi Lumingu Kapinga

(Alunos (as) do curso de Arquitetura e Urbanismo da UFRRJ)

Coordenador: Prof. Dr. Julio Cesar Ribeiro Sampaio

Acesse pelo celular ou tablet:

HOSPITAL IGUAÇU

Anúncios