Nascido em Bom Jesus de Itabapoana, Rio de Janeiro, no dia 11 de junho de 1923, teve como pais Boanerges Borges da Silveira e Maria do Carmo Teixeira da Silveira. Ingressou na década de 1940 na Faculdade de Direito em Niterói, participando ativamente das atividades políticas desenvolvidas por estudantes durante o período do Estado Novo.

Promoveu diversas manifestações favoráveis ao envio de tropas brasileiras para o combate do nazi-fascismo no período da Segunda Guerra Mundial. Em 1942, inicia sua participação no jornalismo, trabalhando no ano seguinte como redator no Departamento Estadual de Propaganda e secretário do jornal carioca Diário da Manhã.

Com o fim do Estado Novo e a abertura democrática, em 1945, Roberto Silveira ingressa na política através do Partido Trabalhista Brasileiro, sendo eleito Deputado à Assembleia Constituinte em 1947, reeleito Deputado Estadual em 1950, vice governador do estado do Rio de Janeiro, com o apoio da coligação PSD-PTB, em 1954 e presidente do PTB fluminense nesse mesmo ano.

Em 20 de fevereiro de 1961, ao partir em uma viagem de Petrópolis para o Norte Fluminense, sofre um acidente decorrente da queda do helicóptero que o transportava. Não resistindo a fatalidade, falece no dia 28 de fevereiro, deixando a esposa, Ismélia Saad da Silveira e três filhos.

Acesse pelo celular ou tablet:

Av_Gov_Roberto_da_Silveira

Fonte: KORNIS, Monica. Silveira, Roberto. In: ABREU, Alzira Alves de et al (coords.). Dicionário Histórico-Biográfico Brasileiro – Pós-1930. Rio de Janeiro: CPDOC, 2010.

Imagem: Roberto da Silveira. Disponível em <http://onortefluminense.blogspot.com.br/2014/06/roberto-silveira-foi-vitima-de-um.html> Acesso em 15 de abril de 2016

Anúncios